terça-feira, 13 de abril de 2010

Papoila













Papoila, flor encarnada
Como a chaga do destino
Na alma dilacerada
Por um castigo divino.

Quisera ser essa flor
Num campo de beijos teus
Onde prodígios de amor
Pousassem nos lábios meus...

MIGUEL AFONSO

2 comentários:

Felipa disse...

Que belas papoilas nós seríamos!...

Mi (de Miguel) disse...

De encarnados corações
e olhos de seda pura
de inebriantes paixões
e tanto amor à mistura...