quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Nostalgia

Hoje quero recordar os teus olhos
recordar o teu sorriso
recordar o teu amor...
Foste um segredo que guardei no peito
foste uma dor que me levou a alma
imolação que sofri sem refrescor.

Eras ânsia de Primavera,
calor de Estio abrasador,
lume que me castigava
ardendo no meu peito sem cessar,
sede que sofri do teu olhar
e que nenhuma água apagava...

Hoje és apenas a saudade,
o rio que se perdeu nos teus olhos,
o sorriso apagado das estrelas
e o sonho inalcançável que persigo
ao recordar o teu olhar
e desenhar o teu sorriso...

MIGUEL AFONSO

2 comentários:

Felipa disse...

Recordações de outrora
quem não as tem?
Mas se um amor vai embora
logo outro amor vem...

JB disse...

E se hoje há algo para recordar é porque o que foi vivido ao coração se foi alimentar...

Lindos seus poemas!
Beijinho