domingo, 15 de julho de 2012

Naquela tarde

Foto: Letícia Caetano

Vi naquela tarde a fantasia
que ao meu ouvido soprava um doce nome.
Vi-a... mas não acreditei
que fosse para mim o seu sorriso.

Fantasia tão linda
tão bela que o meu coração estremecia
só em olhar para ela.

Seria para mim o seu sorriso?
Seria para mim o doce olhar?
Não acreditei e afastei-me...
com o peito a sangrar....

Miguel Afonso

5 comentários:

Felipa disse...

A fantasia é a magia que faz o coração palpitar...

Gisa disse...

Mágico e sonoro.
Gosto.
Um grande bj e seja bem-vindo por lá.

illustration poetry disse...

this is like Little Red Riding Hood :))

Zilani Célia disse...

OI MIGUEL!
QUANDO O SONHO É MUITO GRANDE, NOS AFASTAMOS,NA TENTATIVA DE MANTÊ-LO VIVO...
ABRÇS

zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

Lindalva disse...

Boa noite Miguel... sou a Lindalva da Ilha e administradora do Ostra da Poesia e vim validar teu voto no Pena de Ouro. Obrigada por tua participação. Teu blog é show. Beijos.